Viajante Comunitário Mercado

Embarque em uma viagem transformadora com a Vivejar

Foto: Ana Duék

Viagens que inspiram, transformam, envolvem, ensinam e trazem benefícios para todos os envolvidos. Parece utópico mas é possível, de acordo com a nova operadora de turismo Vivejar. Lançada oficialmente na primeira semana de outubro, no Rio de Janeiro e em São Paulo, a Vivejar promete trazer, em conjunto com comunidades em vários cantos do Brasil, a oportunidade para que os viajantes possam realmente descobrir e se conectar com nosso povo, cultura e gastronomia tão diversos.

A operadora vem mostrar a essência do Brasil através de roteiros desenhados para destacar o melhor do Brasil: o povo brasileiro. O grande foco são as viagens de base comunitária que valorizam a liderança e empoderamento feminino local. A prioridade da empresa é trabalhar com lideranças femininas, pois acredita no potencial da mulher em gerar desenvolvimento coletivo para si, sua família e sua comunidade. “Nas nossas viagens a comunidade é protagonista. Ela não é mais somente um atrativo da viagem”, conta a diretora da Vivejar, Marianne Costa. “Isso para eles é muito transformador, não só a partir da geração de renda, mas também a partir do aumento da autoestima, do empoderamento”.

Cada roteiro será envolvido por um tema, como a cerâmica, a gastronomia, a inovação social, a cultura negra, que vai funcionar como um “fio condutor” para levar o viajante a uma vivência transformadora. A Vivejar nasce com experiências cuidadosamente desenhadas em três destinos brasileiros:

Foto: Raízes

A experiência única do Vale do Jequitinhonha

– O Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais – reconhecido pelas lindas e fortes mulheres por trás da cerâmica de tradição;

– A cidade do Rio de Janeiro – com a nova proposta turística com um olhar inovador para a criatividade e inovação social dentro das comunidades urbanas;

Belém e Ilha de Cotijuba, no Pará – com seus segredos e sabores ainda pouco conhecidos dos turistas.

Em breve, outros destinos entram para a lista.

Como nasceu a Vivejar?

A turismóloga e empreendedora social Marianne Costa fundou há 10 anos, ao lado de Mariana Madureira, a empresa Raízes Desenvolvimento Sustentável, que elabora projetos de turismo, que fortalecem os capitais humano, social e econômico. Em 2009, juntas, iniciaram um projeto de geração de renda com comércio justo de artesanatos no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. Mas perceberam que havia mais valor na história das pessoas por trás daqueles produtos do que na aparência deles. E, então, se questionaram: “Por que, ao invés de levar os artesanatos até os grandes centros, não levamos as pessoas dos grandes centros até os artesãos?”

A reflexão inspirou o nascimento do roteiro Do Barro à Arte – que agora faz parte das experiências proporcionadas pela Vivejar. Com os resultados positivos e a expectativa dos turistas por novas viagens, surgiu a ideia então de criar uma operadora que multiplicasse esse tipo de experiência em outras comunidades do Brasil. Assim, sob a mesma essência e origem, nasceu a Vivejar. Agora os dois negócios sociais se manifestam de maneiras diferentes: a Raízes reafirma o seu papel de fomento ao desenvolvimento sustentável de pessoas e lugares através de projetos socioambientais, enquanto a Vivejar organiza viagens de experiência, gerando renda às comunidades e transformação aos visitantes.

Vivejar
Rua Minerva, 156. Perdizes – São Paulo – SP
Tel: 11 24493837 | email: contato@vivejar.com.br
http://vivejar.com.br/

Conheça mais sobre a Vivejar no vídeo:

Sobre o Autor

Ana Duék

Jornalista com Mestrado em Gestão de Turismo e Hospitalidade pela Middlesex University (Londres), cursando MBA em Marketing Digital pela FGV. Acredita que as viagens podem ajudar a formar melhores pessoas e lugares para se viver! Cada um pode encontrar o seu caminho.