Mercado

Ilhabela vai desenvolver Turismo de Base Comunitária em Castelhanos

Turismo de Base Comunitária em Castelhanos
Foto: Florie Thielin

Um projeto de qualificação e capacitação vai fortalecer e fomentar o protagonismo do turismo local na Baía de Castelhanos, em Ilhabela, São Paulo e criar uma nova oportunidade de roteiro sustentável para a região. Entre os meses de agosto e outubro, a comunidade tradicional caiçara local e profissionais envolvidos com o turismo sustentável vão participar de um programa de capacitação em Turismo de Base Comunitária e Monitoria de Trilhas, que busca fortalecer a comunidade em torno de seu território, sua cultura e história, além trazer mais oportunidades de participação dentro do ecoturismo do arquipélago.

O projeto Turismo de Base Comunitária em Castelhanos: Fortalecimento e Desenvolvimento Sustentável, idealizado pela consultora da Maembipe Ecoturismo, Daniella Marcondes e pelo gestor e guia do Pouso Sambaquis Ilhabela, Alex Damico, tem início no dia 11 de agosto, na Praia de Castelhanos, e será realizado em 4 módulos, que se estenderão ao longo dos meses de agosto, setembro e outubro.

Os módulos abordarão temas como o Turismo de Base Comunitária, condução de grupos de ecoturismo, roteiro, precificação e a criação de um canal de apresentação da comunidade (website). O curso contará também com a participação das outras comunidades da Baía dos Castelhanos.

Turismo de Base Comunitária em Castelhanos

Foto: Florie Thielin

O projeto vem engrossar o caldo de um movimento de reafirmação da cultura caiçara, que se iniciou há poucos anos com a luta das Comunidades Tradicionais de Ilhabela e a Sociedade Civil contra projetos que afetavam diretamente os caiçaras, como o projeto de alteração do zoneamento urbano, que visava transformar os territórios caiçaras (zonas rurais), em áreas urbanas e outros projetos que atendiam os interesses da especulação imobiliária. Com muita luta, esses projetos foram barrados e, desde então, as comunidades tradicionais vêm se fortalecendo, se organizando e fazendo valer cada vez mais seu direito de protagonistas de seu território.

A capacitação contará com a participação de jovens, adultos e idosos, e apresentará caminhos e oportunidades para um turismo sustentável. “Um projeto verdadeiro de turismo sustentável é feito por várias mãos”, lembra a consultora Daniella Marcondes. O programa vai se estender após o final dos módulos com a realização de famtours e a geração de mídia espontânea, a fim de promover um fluxo inicial para que a comunidade siga se desenvolvendo. Ao final da capacitação todos os participantes serão certificados.

Veja mais: Ilhabela realiza primeiro Workshop de Turismo Sustentável e Marketing

O projeto Turismo de Base Comunitária em Castelhanos: Fortalecimento e Desenvolvimento Sustentável conta com o patrocínio do Ilhabela Convention & Visitors Bureau e da Associação Castelhanos Vive; realização da Maembipe Ecoturismo Consultoria e Pouso Sambaquis Pousada e Turismo de Aventura; e apoio da SOS Mata Atlântica, ONG Garupa, blog Viajar Verde; OCA Consultoria Ambiental, Associação Amor Castelhanos, Daniele Elias (coordenadora do Turismo de Base Comunitária do Quilombo do Campinho – Paraty/RJ), Thalita Tomazetti (facilitadora pelo Turismo Comunitário blog) e Paula Arantes (consultora da Garupa).

Turismo de Base Comunitária em Castelhanos

Foto: Florie Thielin

Sobre o Autor

Ana Duék

Jornalista com Mestrado em Gestão de Turismo e Hospitalidade pela Middlesex University (Londres), cursando MBA em Marketing Digital pela FGV. Acredita que as viagens podem ajudar a formar melhores pessoas e lugares para se viver! Cada um pode encontrar o seu caminho.