Viajante Culinário Viajante Natural

As boas práticas e a ótima gastronomia do Parador Lumiar

Lumiar é dessas vilas cercadas de verde, onde o tempo parece que parou. Localizada a 150 km da cidade do Rio de Janeiro, no município de Nova Friburgo, é abrigo de rios, cachoeiras e uma diversa fauna que dá cor à Mara Atlântica e cria o ambiente perfeito para quem quer relaxar ou praticar atividades de ecoturismo. É ali, em um vale a 850 metros de altitude, que fica o hotel Parador Lumiar, uma das mais charmosas, saborosas e sustentáveis opções de hospedagem na Região Serrana do Rio de Janeiro.

Foto: Parador Lumiar

A piscina natural do Parador Lumiar

Treze confortáveis chalés ocupam o jardim, cuidadosamente pensado para receber hortênsias, copos de leite, flores-de-lis, bromélias e um orquidário. Cada um dos chalés foi batizado com o nome de um pássaro ou ave da região. A piscina, sem cloro, recebe a água natural da mesma nascente que abastece todo o hotel e permite que os hóspedes bebam água pura direto da torneira. Começa aí a conscientização de colaboradores e visitantes sobre a economia de água. O proprietário, Marcelo Fontes, lembra da importância da “preservação e a manutenção de um patrimônio verde cada vez mais raro e do aprendizado, com os nativos, das potencialidades e riscos da Mata Atlântica, que exige respeito para não cobrar seu preço através de desastres ambientais”.

O cuidado com a sustentabilidade, aliados ao conforto e exclusividade, permitem que o hotel faça parte da seleta Associação Roteiros de Charme. As ações não param por aí. A água dos chuveiros é aquecida com energia solar, a madeira de demolição está presente em boa parte do projeto arquitetônico e a integração com a comunidade local já faz parte do dia a dia do Parador Lumiar. “Acreditamos que atuamos como celeiro na formação e treinamento da mão-de-obra hoteleira, consequentemente melhorando o turismo local. A conscientização sobre o tratamento de resíduos, do lixo, o aproveitamento de materiais e de alimentos também são práticas sustentáveis que repercutem na comunidade”, lembra Marcelo Fontes.

Mas é na cozinha, que ganhou fama com a culinária de produtos frescos do badalado chef Isaías Neries, que o hotel ganha ainda mais tempero, cores, sabores e boas práticas. Da horta orgânica saem diariamente boa parte dos produtos para o restaurante Cozinha do Parador, que compra o restante de produtores locais. O chef faz questão de dividir o sucesso com a produção consciente: “É um privilégio ter uma horta a poucos metros da cozinha. Tenho obrigação de tirar proveito e oferecer isso às pessoas”, diz Isaías. “Todos os pratos do nosso menu levam pelo menos um ingrediente local. A diferença no sabor é enorme, além de extremamente saudável. Não usamos nenhum tipo de adubo químico e ainda aproveitamos a matéria orgânica descartada, como cascas de frutas e de ovos, para fazer a compostagem da terra”, explica o chef, que tem uma equipe para colher diariamente os insumos.

Da horta saem ainda sessenta tipos de ervas medicinais, que transformam-se em chás fresquinhos todos os dias!

http://www.paradorlumiar.com/

Foto: Parador Lumiar

As saladas com folhas e flores colhidas diretamente da hora são destaque no restaurante Cozinha do Parador

 

Sobre o Autor

Ana Duék

Jornalista com Mestrado em Gestão de Turismo e Hospitalidade pela Middlesex University (Londres), cursando MBA em Marketing Digital pela FGV. Acredita que as viagens podem ajudar a formar melhores pessoas e lugares para se viver! Cada um pode encontrar o seu caminho.