Destino Brasil

5 dicas para não perder viagem em Arraial do Cabo no verão

Foto: Viajar Verde
As Prainhas do Pontal do Atalaia são programa imperdível, mas é preciso chegar antes das 8h no verão

Arraial do Cabo, a cidade da Região dos Lagos localizada a 140 km do Rio de Janeiro, conhecida como a ‘Capital do Mergulho’, virou a queridinha dos viajantes durante o verão. Com a cidade cheia, especialmente nos fins de semana, vale à pena estar preparado e ter alguns cuidados especiais para não ter sua viagem frustrada. Arraial é mesmo um paraíso, de águas verde piscina, cristalinas, daquelas de ver os peixes passando mesmo sem snorkel. Mas, no verão, é um paraíso habitado e lotado. Não espere praias desertas ou passeios românticos. A onda em Arraial é outra.

Reuni aqui algumas dicas valiosas que faltaram nas minhas pesquisas em blogs e na rede e podem ser bem úteis para programar sua viagem a Arraial do Cabo:

1. Chegue muito cedo nas Prainhas do Pontal do Atalaia – as paradisíacas Prainhas do Atalaia são imperdíveis, por suas águas quase transparentes. Chegar a pé por lá é bem cansativo, com uma caminhada de 4 ou 5 km com muitas subidas e descidas. Por isso muita gente acaba optando pelo carro. Às 8h30 da manhã a fila de carros já é imensa, durante o verão, e não há mais lugar para estacionar. Procure chegar antes das 8h ou esteja pronto para partir para outra praia. Outra opção é pegar um táxi. Bem na entrada do condomínio Pontal do Atalaia há vários deles esperando para fazer o percurso. Do trânsito você não escapa, mas não tem mais a preocupação com o estacionamento.

Foto: Viajar Verde

2. Não confie no GPS – por falar em carro, o ideal mesmo em Arraial é circular sem ele. As ruas são super estreitas e a maioria delas de mão dupla. Esteja atento porque o Google Maps muitas vezes te joga na contra mão e há pessoas andando nas ruas o tempo inteiro.

3. Reserve seu passeio de barco com antecedência – se você quer curtir as praias mais lindas e as paisagens incríveis de Arraial, não deixe de fazer um passeio de barco. A grande dica é reservar seu passeio com antecedência e buscar os que saem de manhã, pois eles têm mais chances de parar na Praia da Ilha do Farol, eleita várias vezes a praia mais linda do Brasil. A praia é controlada pela Marinha e há um limite de visitantes. Depois que lota mais ninguém pode desembarcar. Fizemos o passeio com o Saveiro Don Juan, que sai às 8h30, e conseguimos aproveitar 40 minutos por lá. Vale à pena!

Foto: Viajar Verde

4. Barcotáxi para a Praia do Forno – há duas maneiras de chegar na Praia do Forno, que também não pode faltar no seu roteiro em Arraial do Cabo: ou você pega um barcotáxi no porto (custa R$ 10 por pessoa e você chega em 5 minutos); ou sobe uma trilha de 10 ou 15 minutos, bem curta, mas de esforço relativamente moderado. Vale à pena subir a trilha para tirar uma foto clássica panorâmica da Praia do Forno, mas, se você não estiver preparado para um esforço moderado, prefira o barco. Quando o vento fica muito forte, a Guarda Marítima e a Guarda Ambiental suspendem os serviços de barcotáxi e sua única saída fica sendo a trilha. Portanto, fique atento ao movimento enquanto estiver na praia. Há sempre um guarda avisando quando partem os últimos barcos.

Foto: Viajar Verde

5. Escolha uma empresa certificada para mergulhar – muita gente não pensa nisso, mas segurança é primordial quando a gente pensa em ecoturismo e em turismo náutico. Procure escolher empresas de confiança para fazer seus passeios. Se você for mergulhar, escolha uma empresa com certificado PADI, como a Master Dive e a Seaquest.

Sobre o Autor

Ana Duék

Jornalista com Mestrado em Gestão de Turismo e Hospitalidade pela Middlesex University (Londres), cursando MBA em Marketing Digital pela FGV. Acredita que as viagens podem ajudar a formar melhores pessoas e lugares para se viver! Cada um pode encontrar o seu caminho.