Viajante Comunitário

Consciência Negra – Quilombos para visitar no Brasil

quilombos
Foto: Claudio Tavares | ISA
Escrito por Ana Duék

Segundo a Fundação Palmares, existem hoje no Brasil mais de 2.500 comunidades quilombolas reconhecidas, 604 delas concentradas na Bahia. Muitas ainda lutam pelos direitos à terra, ao trabalho digno, à preservação de sua cultura e à inclusão social. A abertura ao turismo tem sido uma das formas que moradores de quilombos têm encontrado para abrir novas oportunidades de emprego e renda e, ao mesmo tempo, promover a preservação e a conscientização sobre a cultura afrobrasileira.

No Dia da Consciência Negra, indicamos alguns quilombos no Brasil que você pode (e deve!) visitar, para conhecer um pouco mais e se encantar com a cultura africana e afrobrasileira, através de seus costumes, gastronomia, música, dança, artesanato e outras atividades. Confira:

Rio de Janeiro – Paraty – Quilombo do Campinho da Independência:

O Quilombo do Campinho da Independência é o primeiro quilombo reconhecido do estado do Rio de Janeiro e guarda histórias do fim do século XIX. O roteiro etno-ecológico traz uma experiência diferenciada para quem passa pela cidade colonial de Paraty. A comunidade recebe os visitantes com contação de história com mestres Griôs, visita aos núcleos familiares, casa de farinha, viveiro agroflorestal e casa de artesanato. O restaurante comunitário serve comida típica quilombola com produtos orgânicos. Inserido na Área de Proteção Ambiental Cairuçu, o quilombo traz contato direto com as belezas da Mata Atlântica.

Informaçõesturismoquilombocampinho@gmail.com | 024 9988-8943 | 024 9931-6875 | 024 9844-1385

quilombo

Oficina de cestaria | Foto: Quilombo do Campinho da Independência

Bahia – Santiago do Iguape, Recôncavo Baiano – Rota da Liberdade:

O núcleo de Turismo Étnico Rota da Liberdade é formado por representantes das comunidades remanescentes quilombolas de Kaonge, Dendê, Kalembá, Engenho da Ponte e Santiago do Iguape, que estão na região da Baía de Iguape, no município de Cachoeira, a 1h30 de Salvador. Eles oferecem diferentes roteiros pelos quilombos locais, que incluem trilhas e caminhadas ancestrais, e imersão na cultura tradicional, com sabedorias griôs, oficinas de azeite de dendê e farinha, samba de roda e dança quilombola.

Informações: (71) 9607-1452 | (71)9108-4768 | https://www.facebook.com/rotadaliberdade rotadaliberdade.turismo@cecvi.org.br

quilombo

Foto: Rota da Liberdade

Sergipe – Porto da Folha, Alto Sertão Sergipano – Quilombo do Mocambo:

Projeto Rota do Quilombo Mocambo – Turismo Rural Comunitário propõe a inclusão social da comunidade por meio da atividade turística sustentável. Por lá é possíve hospedar-se na casa dos moradores, saborear a incrível culinária sertaneja e ainda aproveitar os banhos no Rio São Francisco. A vivência também inclui passeios em meio aos jardins naturais da caatinga, samba de coco e contação de histórias pelos moradores. O quilombo também oferece traslado.

Informaçõeshttp://bit.ly/2AgdLoG

quilombo

Foto: Fabiano Lino

Veja mais: Três sites para buscar experiências autênticas no Brasil

Bahia – Chapada Diamantina, Mirangaba – Grota Quilombola:

Na região quilombola de Coqueiro, no município de Mirangaba, na Chapada Diamantina, está o projeto de turismo étnico rural Grota Quilombola. As cerca de 100 famílias que vivem ali preservam e transmitem a cultura de seus antepassados. A linda região, reúne atrativos como a Serra das Figuras e as cachoeiras do Gelo e da Zoada. A comunidade oferece trilhas guiadas, além de culinária típica com alimentos orgânicos produzidos pelos moradores, conversas e imersão na cultura e história do povo.

Informações:  (74) 9 9944-6946 (Whats App) | http://bit.ly/2hOiZ3H

quilombo

Ruínas da Igreja das Figuras | Foto: Eugênio Junior – Divulgação Grota Quilombola

São Paulo e Paraná – Vale do Ribeira – Circuito Quilombola do Vale do Ribeira:

O Vale do Ribeira, no sul do estado de São Paulo e norte do Paraná, é uma das regiões que mais concentra comunidades quilombolas no Brasil. Lá está o Circuito Quilombola do Vale do Ribeira, um roteiro turístico que envolve 7 territórios quilombolas da região, que reúnem o que há de mais incrível da cultura afrodescendente do sudeste brasileiro. São diversos quilombos para conhecer e cada um tem suas características especiais. O artesanato com palha de banana e a apicultura estão entre as atividades locais e festas religiosas e tradicionais também estão na programação. No quilombo Mandira, onde vivem 25 famílias, a impossibilidade de cultivar a terra trouxe o manejo da ostra como atividade principal.

Informaçõeshttp://www.circuitoquilombola.com.br/

quilombo

Circuito Quilombola do Vale do Ribeira

Sobre o Autor

Ana Duék

Jornalista com Mestrado em Gestão de Turismo e Hospitalidade pela Middlesex University (Londres), cursando MBA em Marketing Digital pela FGV. Acredita que as viagens podem ajudar a formar melhores pessoas e lugares para se viver! Cada um pode encontrar o seu caminho.

  • Juliane Bittencourt

    Há quilombos em Santa Catarina para visitar?