Viajante Comunitário Destino Internacional

Um roteiro pelas comunidades indígenas de Oaxaca

Bienvenidos! A palavra espanhola para “bem-vindos” é certamente a mais ouvida quando se viaja pela Rota da Chinantla, no estado mexicano de Oaxaca, que reúne comunidades indígenas descendentes de Chinantecos e Mazatecos, que vivem no país desde o período pré-hispânico. Sempre orgulhosos de sua história, cultura e heranças, eles nunca param de nos surpreender. A deliciosa e típica gastronomia, o artesanato, as diferentes atividades de aventura e o contato com a natureza são atrativos para os visitantes, recebidos com entusiasmo pelas comunidades locais.

Os destinos mais visitados no estado de Oaxaca são a capital colonial que leva o mesmo nome; o paraíso do surf, Puerto Escondido; e o destino de praia das Baías de Huatulco. E, sim, todos merecem ser conhecidos! Mas, surpreendentemente, Oaxaca tem muito mais a para ser descoberto. Esta oferta inclui as incríveis experiências distribuídas pelas Rotas Turísticas de Oaxaca, recentemente organizadas pela Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico do estado. Se você estiver em busca de cultura indígena, natureza, costumes, aventura ou comidas típicas, basta escolher uma das rotas e estará no caminho certo!

Oaxaca

| Foto: Viajar Verde

A Rota da Chinantla, lançada oficialmente em 2014, conecta nove comunidades indígenas, cada uma com culturas diferentes, da região de Cuenca del Papaloapan. A maioria delas vive da agricultura e do turismo. A rica natureza que cerca a maior bacia de água do estado é cenário para vários centros eco turísticos e restaurantes que ainda recebem mais visitantes nacionais do que estrangeiros. De caiaque a aulas de culinária, trilhas a rios de água cristalina, plantações de café a museus comunitários, todos os centros oferecem diferentes e encantadoras experiências para amantes da natureza, cultura e gastronomia.

Tive a incrível oportunidade de aprender a fazer chocolate na pedra e verdadeiras tortillas mexicanas, nadar em fontes de água pura, ver uma plantação de café comunitária e o cuidado para bordar os huipiles, trajes tradicionais locais. Mas, acima de tudo, a grande honra de conhecer pessoas incríveis, com grandes histórias para compartilhar.

Já faz mais de oito anos que as comunidades indígenas da região descobriram que poderiam explorar sua cultura e a natureza de forma sustentável para mostrar a visitantes, gerando emprego e renda para todos. Em algumas comunidades, como em San Mateo Yetla, um rodízio é feito para que todos tenham a oportunidade de trabalhar no centro eco turístico. Em alguns minutos por lá você entende que para eles é uma honra ter essa oportunidade. Com isso, muitos centros ainda usam trabalho voluntário. Todo o dinheiro arrecadado com a hospedagem e consumo dos visitantes é frequentemente reinvestido no centro e na comunidade. Mas a ideia não é parar por aí. Com mentes criativas e empreendedoras, os líderes das comunidades mostram o tempo todo que querem melhorar cada vez mais os serviços para atrair mais turistas internacionais.

E eles estão certos. Conhecer as comunidades e ecolodges são experiências singulares para qualquer visitante. Você também pode incluir no roteiro uma degustação e Mezcal, bebida típica da região extraída do agave e um tour pela Rota dos Artesanatos, com seus surpreendentes tapetes e bordados únicos.

Veja mais: a lagoa que brilha no México

Sobre o Autor

Go Barefoot Viagens

A GoBarefoot é uma operadora de turismo de experiência e sustentável que traz roteiros incomuns e inspiradores por destinos poucos conhecidos pelo mundo. Busca engajar viajantes em novas experiências de transformação individual e social, promover o desenvolvimento sustentável das comunidades locais e ajudar na preservação do meio ambiente.