Premiados Braztoa

Cambará Eco Hotel – um projeto de sustentabilidade inspirado pela natureza

Iniciamos uma série de entrevistas com os vencedores do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade, realizado anualmente pela Associação Brasileira de Operadoras de Turismo – Braztoa. Esperamos que essa troca de ideias e boas práticas em turismo inspire que muitas iniciativas sejam desenvolvidas, multiplicadas e reconhecidas em prêmios Brasil afora.

Nosso primeira conversa é com Emiliano Brugnera, sócio-proprietário do Cambará Eco Hotel, localizado no Rio Grande do Sul, e grande vencedor do Prêmio Top Sustentabilidade de 2016/2017, além de ganhador na categoria Meios de Hospedagem. Um hotel que já nasceu com a sustentabilidade no nome, inspirado pela incrível natureza que o cerca, é exemplo também de persistência e confiança em um turismo melhor – apesar dos desafios que ainda envolvem a implementação de um projeto de sustentabilidade no Brasil, o Cambará Eco Hotel hoje é um empreendimento de referência na região. Confira a entrevista:

Viajar Verde – Por que vocês decidiram apostar na ideia de investir em um hotel totalmente sustentável?

Emiliano – A sustentabilidade já era uma atitude familiar, que foi reforçada e serviu de pré-requisito para implementar um projeto que foi visualizado quando visitamos o cânion Itaimbezinho, no Parque Nacional de Aparados da Serra. Na volta, próximo a cidade de Cambará do Sul/RS, foi avistado um lago que chamou a atenção do meu pai, Sr. José Antônio Brugnera, que teve a primeira ideia de construir um empreendimento turístico no local devido às excelentes características que o ambiente proporcionava.

Foto: Cambará Eco Hotel

Emiliano Brugnera e José Antônio Brugnera, proprietários

Desenvolvemos o projeto, que foi direcionado para o turismo sustentável em respeito ao aspecto intocável da natureza e começamos a implementá-lo em 2004. Durante o processo eu iniciei a graduação em hotelaria onde, na cadeira de sustentabilidade, fui apresentado à normativa 15401, Sistema de Gestão da Sustentabilidade em Meios de Hospedagem, e comecei a aperfeiçoar o projeto da construção do hotel baseado na norma. Iniciamos a construção em janeiro de 2008 e começamos as operações do hotel em dezembro de 2009, implementando os requisitos e práticas sustentáveis que vieram desde a construção, estendendo aos processos e ações praticados no local. Hoje, já estamos a sete anos no mercado, dos dez projetados para implementação, e desde o nascimento com a visão de ser um empreendimento sustentável.

VV – Como vocês envolvem funcionários e fornecedores nas boas práticas de sustentabilidade do Cambará Eco Hotel?

Emiliano – Treinamos nossos colaboradores para executarem as práticas sustentáveis em seu setor, com atividades específicas que ajudam nos nossos indicadores finais, além dos procedimentos hoteleiros do dia a dia. Também incentivamos que interajam com os hóspedes e participem de atividades relacionadas com a sustentabilidade na região.

Os fornecedores do entorno são sensibilizados e pedimos o apoio por meio de uma carta-compromisso, onde se comprometem a colaborar, respeitar e disseminar as práticas sustentáveis. Dentro do possível, priorizamos fornecedores de produtos e serviços do nosso estado para sensibilizar o hóspede em provar o que é feito no Rio Grande do Sul.

Foto: Cambará Eco Hotel

A equipe de colaboradores do Cambará Eco Hotel recebe treinamento sobre as práticas de sustentabilidade

VV – Qual foi o maior (ou os maiores) desafio (s) em todo o processo de implementação das práticas e da gestão do hotel?

Emiliano – Tivemos o desafio da construção, pois tivemos que convencer o engenheiro a seguir o projeto por mais oneroso que fosse – no caso 30% a mais na obra – que não entendia o porquê de fazer daquele jeito. Também, na sensibilização do público em geral nesse novo formato de negócio, que, no nosso caso, foge aos padrões tradicionais de hotelaria. Outro desafio foi no treinamento dos colaboradores sobre nossa gestão sustentável perante os seus procedimentos, que exige vários treinamentos contínuos e sensibilização para o tema. Também lidamos diariamente com os agentes participantes (entidades e empresariado) no equilíbrio da forma de pensar entre as ações discutidas que priorizem o desenvolvimento local no mesmo patamar dos pilares da sustentabilidade ambiental e social e não somente o econômico.

Como uma parte foi financiada, passamos por um grande desafio, pois os agentes financeiros não acreditavam no projeto e não conheciam a região onde seria implementado. Passamos por várias entidades até que uma resolveu dar atenção e sequência para analisar o potencial do projeto.

VV – O que motivou vocês a se inscreverem para o Prêmio Braztoa e qual foi o maior ganho de participar do processo?

Emiliano – Nesse ano nos sentimos preparados para ingressar no prêmio, pois nossa gestão sustentável nos profissionalizou e nos projetou como referência na região, envolvendo o empreendimento em diversas áreas, assuntos e projetos, fortalecendo nossa marca associada a ações em prol da sustentabilidade.

Acreditamos que o prêmio reconhece, enobrece e enriquece o trabalho feito até o momento, dando uma visibilidade maior para o hotel como uma empresa sólida com um case de sucesso, nos projetando como referência no tema da sustentabilidade e cria uma responsabilidade maior perante nossa missão em ser sustentável.

VV – Como vocês comunicam as iniciativas de sustentabilidade e boas práticas do Cambará para seus hóspedes e clientes?

Emiliano – Criamos um ambiente que convida o hóspede e clientes a interagirem com nossas ações. Expomos em nossa recepção nossas práticas sustentáveis, política de sustentabilidade e alguns indicadores que impactam direto na hospedagem, de modo a mantê-los informados e conscientizados de seu papel neste comprometimento. Nas UHs do Cambará Eco Hotel mantemos informativos que incentivam preservar o destino e a valorizar a cultura local, além de sua colaboração do seu impacto no consumo consciente dos recursos naturais. Também informamos ao público via site, mídias sociais e mídias locais, as ações de sustentabilidade que são desenvolvidas.


Conheça os vencedores do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade 2016

Sobre o Prêmio Braztoa: Desde 2012 a Braztoa realiza anualmente o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade, com o objetivo de estimular e reconhecer as principais iniciativas em boas práticas e sustentabilidade no turismo no Brasil. Podem se inscrever empresas e outras organizações do setor de turismo que invistam no desenvolvimento de iniciativas e projetos responsáveis. O Prêmio tem parceria com a OMT (Organização Mundial do Turismo), PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) e MTUR (Ministério do Turismo), patrocínio do Centro de Turismo Alemão e Travelport, apoio da Ifaseg e parceria de mídia do Brasilturis, Mercado e Eventos, Panrotas e Travel 3.

Sobre o Autor

Ana Duék

Jornalista com Mestrado em Gestão de Turismo e Hospitalidade pela Middlesex University (Londres), cursando MBA em Marketing Digital pela FGV. Acredita que as viagens podem ajudar a formar melhores pessoas e lugares para se viver! Cada um pode encontrar o seu caminho.